Projeto Coração Valente

9083 dias como Deus quis

 

Thomas for ever
Thomas for ever

Hoje, o Thomas completaria 25 anos de vida, e vida dura, muito dura. Há exatos vinte dias ele nos deixou para sempre, pelo menos nesse plano. Foram 9083 dias (nove mil e oitenta e três) de vida. Então o sonho acabou.

Ele não teve tempo de ler todos aqueles livros que lhe indiquei no ano passado, ficou mesmo com Harry Potter, Rubem Alves e porções da bíblia. Também não conheceu seu grande amor, pois nenhuma das três garotas a que tinha direito teve tempo de aparecer. Na verdade, houve uma, mas nisso falhei, também.A garota morava em Belo Horizonte, ele a conheceu pela Internet e dependia de mim para leva-lo até lá. Não consegui. Tampouco consegui leva-lo a Cancun. Bom, pelo menos ele se livrou daquele curso na Bolsa de Valores. Não sei onde estava com a cabeça ao escrever-lhe aquilo.

Uma das últimas frases que ele disse, digo, escreveu, pois o tubo em sua garganta não lhe permitiu falar em seus últimos dez dias, foi: “Então, quando vai ser a farra?” Ele se referia ao dia de hoje, calculando que estaria aqui para festejar seus vinte e cinco anos, mas dessa vez, completamente curado da cardiopatia que o escravizou por toda sua curta vida e haveria uma grande farra, a maior de todas, com a maioria das pessoas que ele amava presentes, como havíamos lhe prometido.

Enfim, resta-me dizer que ele, de fato, viveu cada um de seus dias como Deus quis. Ele não perdeu tempo em escolas e empregos, escravizado como a grande maioria. Viveu entre nós, intensamente. Foi sempre amável, generoso, alegre e, sobretudo, corajoso. Além disso, sempre houve nele muita esperança e não cansava de dizer que não queria morrer. Do jeito dele, cria em Deus e respeitava seus limites, inevitáveis.Deve ter pedido sua cura ao Criador milhares de vezes, talvez uma a cada dia que viveu. Mas não foi atendido.

Muitos que o conheceram disseram: “O Thomas é uma lição de vida”. Nenhum deles estava enganado.

Resta-nos confiar em Deus e em suas sábias decisões e justiça. Claro que não entendo e não consigo aceitar. Espero que um dia o Criador me ajude a compreender tudo isso. Foi cruel deixa-lo partir tão perto de seu aniversário, como se já não bastasse tudo que ele sofreu e seu fim trágico. É demais para um coração normal como o meu.

Tudo bem, rendo-me à vontade de muitos e agradeço pelo tempo em que tive o privilégio de viver ao lado dele. Entretanto, não posso deixar de escrever que isso não me bastou, queria tê-lo sempre conosco. Sem dúvida estou escrevendo essas linhas enquanto as lágrimas não cessam de cair por baixo das lentes dos meus óculos.Cara, eu amava demais meu filho e nada, veja bem, nada me consolará por tê-lo perdido.

Estou condenado a viver com essa ausência, não apenas eu, mas toda a nossa família, sua mãe e irmãos mais todos que o amavam, uma lista enorme, sem dúvida. Espero que a sede dos que acreditam em olho por olho e dente por dente esteja finalmente saciada. Cometi muitos pecados em minha vida, mas nunca nada à altura da pena que estou pagando e pagarei até o meu fim.

Poucos deram a Deus o que eu dei, claro que nem assim, chegou a ser grande coisa. Poucos foram tão reconhecidamente entregues ao Criador, quanto eu. Não há e não houve muitos que estudaram, lecionaram, serviram, arriscaram-se como fiz, tantas e tantas vezes, sacrificando minha família, minhas coisas, meu futuro. Poucos, igualmente, perderam tanto quanto tenho perdido ao longo de minha carreira. Resta-me aquela velha pergunta de Jó: O que mais Senhor, desejarás me tomar? Asseguro-lhe que dessa vez o tiro acertou bem no meio do meu coração.

Encerro aqui o Projeto Coração Valente. Não falarei, não escreverei e não lutarei mais por ele, afinal ele não está mais por aqui, mesmo que quisesse. Agradeço a todos que contribuíram de um jeito ou de outro. Todos nós sabíamos que valia a pena enquanto havia esperança. Agora ela se foi com o Thomas. Evidentemente há milhares de outros guerreiros com seus corações disformes, por aí. Que Deus tenha misericórdia deles. Não tenho a hipócrisia necessária para fazer disso meu meio de vida eterno. Não teria sentido.

Minha última mensagem ao cardiopatas congênitos e seus pais é que coloquem suas barbas de molho, sobretudo em relação aos cirurgiões ávidos por suas cirurgias mirabolantes, Por favor, pensem o quanto puderem antes de confiar em quem quer que seja, especialmente naqueles que já esqueceram de sua reles humanidade e se auto declararam deuses. Nunca, mas nunca mesmo, esqueçam de perguntar o tamanho do risco que você estará assumindo, como eu deixei de fazer. A primeira coisa que jogaram em nossa cara foi: Você sabia muito bem o risco que ele estava correndo. Só que eu não sabia e eles me fizeram pensar que era muito, mas muito menor.

Talvez um dia, a humanidade volte a crer em milagres e eles voltem acontecer para nos livrar dessa gente má e seu materialismo mundano e dispensável.

Muitos saíram-se bem de suas cirurgias, inclusive meu filho duas vezes, mas foi assim que sua vida foi roubada, também, na terceira e última. Você poderá surpreender-se, como eu, ao descobrir que essa gente dá muito mais valor aos seus compromissos assumidos para participar de eventos egocêntricos (palestras, seminários, etc.) do que à vida de suas vítimas operadas. Infelizmente não posso e não poderei fazer muito a respeito, a não ser, deixar isso muito claro aqui. Sinto muito por todos aqueles cuja única alternativa seja colocar suas vidas nas mãos desses caras.

Esse blog e tudo o que está relacionado ao Projeto Coração Valente se auto destruirá quando perder a relevância.

Anjinho Tom
Anjinho Tom

Fim

2 thoughts on “9083 dias como Deus quis

  1. Sus palabras me hicieron llorar, pero no se si darle las gracias o enviarle un fuerte abrazo de consuelo, quizá las 2 cosas. Hay golpes demasiado fuertes en nuestras vidas, que muchas veces no comprendemos la voluntad de Dios. Pienso que él se llevó a Thomas, y en su misericordia no quería que sufra más. Él ya tiene una vida eterna completamente hermosa y es plenamente feliz, mientras que aún nosotros tenemos que luchar cada día por lograrlo. Debemos confiar en Dios con todas nuestras fuerzas. Reciba un fuerte abrazo desde Perú, con todo el corazón!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *