Trabalho em Equipe

Voltamos a funcionar como sempre

anjinhoani

 

Em dezembro de 2016, nosso domínio (coracaovalente.org) foi bloqueado pela administradora como chantagem para nos obrigar a renovar a anuidade antes do prazo (era em 10/01/2017). Realizamos o pagamento em 06/01/2017 com Cartão de Crédito de um apoiador.

Mais dois dias para acertar a propagação e, no dia 08 de janeiro, voltamos a existir na Internet.

Na Internet ainda não há cotas para sites e blogs benemerentes e/ou filantrópicos, nem mesmo para um descontinho da hora.

Ando com a sensação de avanços vindo por aí para o Corações Valentes. Algo como ir além do site e conquistar novos horizontes capazes de facilitar muito a vida dos cardiopatas congênitos.

Creio que o Corações Valentes seja um “projeto” de Deus, desde o começo.  Ele irá crescer muito ainda, salvo engano. A provisão será toda dele, o autor e supridor do PCV.

Sendo assim, o site está à sua disposição para sua participação, como tem sido até aqui e continuará até quando nosso Senhor desejar.

Agradeço a todos e me coloco a disposição para maiores esclarecimentos.

Deus abençoe a todos vocês, abundantemente.

Lou H. Mello

CV_LOGOANI

About the author

Lou Mello

Fui pai de um cardiopata congênito por 25 anos. Meu filho mais novo, o Thomas Henrique nasceu em 11 de maio de 1988 com dupla via de saída no ventrículo direito, transposição dos grandes vasos na base, estenose da pulmonar com válvula atrésica, CIVs múltiplas e PCA aberto. Passou por três cirurgias, vários cateterismos, um monte de exames e tomou medicamentos a beça. Na primeira cirurgia construiram um Blalock, na segunda uma Emy Fontan cavo pulmonar e na última fizeram a correção total, com implante de uma válvula pulmonar humana dissecada. Após a cirurgia ficou internado na UTI por dez dias, quando faleceu, no dia 20 de abril de 2014, a 21 dias de completar 25 anos. Claro que o considero meu filho para sempre, onde quer que ele esteja, agora. Nosso trabalho com ele terminou, mas ele nos deixou a missão de apoiar os cardiopatas congênitos enquanto vivermos. Esse é o meu propósito principal de vida, enquanto viver.

Leave a Comment