Tetralogia de Fallot

O que significa Tetralogía de Fallot?

É uma combinação de quatro anormalidades:

a- Uma abertura na parede que separa os dois lados do coração. Esta abertura é encontrada na parte inferior do coração, entre os ventrículos. (CIV)

b- Estreitamento severo da artéria pulmonar que faz o transporte do sangue do lado direito do coração aos pulmões. (EP)

As outras são:

Anormalidades no ventrículo direito e na artéria aorta. Como conseqüência, a criança apresentará cianose (cor arroxeada) nos lábios e extremidades dos dedos. Crianças com essa cardiopatia são chamadas de Bebe Azul (Blue Babies)

Qual é a causa?
A causa é multifatorial, incluindo fatores ambientais, genéticos, uso de medicamentos, drogas e alcool, doenças maternas como: o diabetes, o lúpus e infecções como: a rubéola e a sífilis que possam agir no momento da formação fetal do coração, que ocorre nas primeiras oito semanas da gravidez.

Como afeta o coração?
O sangue que deveria ir aos pulmões para ser oxigenado, atravessa pela abertura que há na parede inferior do coração. Isso faz com que o sangue vá ao corpo sem ter recebido o oxigênio necessário dos pulmões.

Como essa circunstância afeta a criança?
A criança poderá ficar cianótica, respirar rapidamente e ter desmaios. Pode ser que canse facilmente e que fique roxa ao fazer exercícios.

Esta situação tem conserto?
Sim. Pode ser resolvida durante a infância. Em alguns casos é necessário fazer uma cirurgia provisória antes de corrigir definitivamente tal anormalidade.

O que a criança pode fazer?
Antes da operação, a criança determinará o nível das atividades que pode suportar. Após a correção, a criança poderá brincar e trabalhar normalmente.

O que devem fazer os pais?
Seguir as orientações médicas quanto a:
a- administração de medicamentos
b- consultas médicas
c- exames
d- cuidado extremo com os tratamentos dentários.
Informar ao dentista sobre o problema antes de tratar os dentes da criança para evitar a infecção do coração.

2 thoughts on “Tetralogia de Fallot

  1. Gostaria de uma informação, meu filho foi operado em 11/2010. logo após o Eco deu 73mmmHg pressão. Ele tinha fallot (DVD + CIV + estenose) e um blalok feito em abril 2010.
    ficou no laudo uma estenose residual. Quero saber se ele necessita de nova cirurgia e o risco q ele corre agora.

    Fabiana
    Uma nova cirurgia é provável, mas essa informação você deve buscar com o pessoal de saúde que está coordenando o tratamento de seu filho. Certamente, eles lhe dirão o que, como e quando será melhor fazer no caso dele. A vida de um cardiopata congênito sempre tem um risco maior, mas relativo à doença, especificamente. No resto, o risco é igual ao de qualquer pessoa. Mas aconselho você a fazer essa pergunta ao médico principal do tratamento de seu filho. De qualquer forma será uma opinião clínica. A vida, a Deus pertence, creio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *